Condições Para Viver

Em 19 de junho de 1967, a Mãe declarou que

“Do ponto de vista psicológico, os requerimentos para viver em Auroville são:

estar convencido da união essencial da humanidade e ter a vontade de colaborar para a

realização desta união;

ter a vontade de colaborar em tudo o que promove futuras realizações;

as condições materiais serão elaboradas à medida que a realização prossegue;”

A partir disto, a Mãe indicou claramente as linhas gerais que deveriam ser observadas na nossa vida material. Estas formam a base da nossa existência coletiva, mas não devem ser aplicadas de uma maneira rígida e dogmática. Assim, a estrutura da vida coletiva de Auroville deve ser ampla e bem flexível; seu caráter é evolutivo e mudará de acordo com o crescimento individual e coletivo da consciência e com a progressiva emersão e expressão da verdade inerente de Auroville.

Os fundamentos deste modo de viver são confiança, sinceridade, responsabilidade, e boa vontade.

1. A vida coletiva

Auroville quer ser uma cidade universal onde homens e mulheres de todos os países vivam em harmonia, esforçando-se para realizar a unidade humana e para estar a serviço da Verdade acima de todas as convicções sociais, políticas e religiosas. Assim todos estão convidados a participar deste esforço evolutivo. Apesar de não estarmos em posição de questionar o modo de desenvolvimento espiritual ou as práticas espirituais do indivíduo, Auroville não deve ser usado como um lugar para converter ou recrutar discípulos de qualquer organização política, religiosa ou espiritual.

Relações em Auroville devem ser baseadas em fraternidade e uma sincera colaboração. Conflitos entre residentes devem ser resolvidos internamente, dentro mesmo da comunidade, de uma maneira que seja consoante ao espírito de Auroville. Não há lugar em Auroville para qualquer forma de violência ou abuso.

Uma relação amigável com a população local, assim como respeito à sua cultura e tradições é indispensável. Aprender a falar tâmul facilitará imensamente esta relação.

Todos devem respeitar a natureza e o meio ambiente.

As leis da Índia devem ser respeitadas. Qualquer um que violar estas leis estará sujeito a julgamento num tribunal de justiça, o qual poderá resultar num período de prisão ou expulsão do país. Neste respeito todos devem estar cientes que o uso de drogas, o qual é proibido em Auroville pela Mãe, também é proibido pelas leis da Índia.

2. Trabalho, contribuição, e dinheiro

Trabalho

Cada um deve estar ciente que estamos aqui para construir uma cidade de 50,000 habitantes como um modo de realizar uma “materialização viva de uma unidade humana real”. Participação através de um trabalho significativo para a coletividade é um aspecto essencial para viver em Auroville. Todos devem assumir uma atividade que corresponda às necessidades da comunidade, em harmonia com as capacidades, prioridades e necessidades de cada indivíduo.

Contribuição

Todos devem contribuir para o bem-estar coletivo através do trabalho, em espécie, e/ou dinheiro. Unidades produtivas devem contribuir uma parte substancial de sua renda ou produção para a cidade. Aurovilianos afluentes que não dependem da comunidade para o seu sustento são incentivados a contribuírem regular ou incidentalmente para a comunidade ou qualquer de seus projetos.

Dinheiro

Um alvo importante é que Aurovilianos não recebam dinheiro equivalente a “pagamento” pelo seu trabalho, e que não haja circulação de dinheiro dentro da cidade. A comunidade é responsável o máximo possível para prover as necessidades regulares de cada pessoa.

Para aumentar a força econômica de Auroville e auxiliar o desenvolvimento de uma economia não-monetária, indivíduos com a situação financeira capaz de contribuir pelo menos o suficiente para as suas despesas em Auroville e, tão generosamente quanto for possível, para as despesas gerais da comunidade através do Fundo Central (“Central Fund”), devem faze-lo. Eles também são incentivados a manterem seus bens financeiros em Auroville. Recém-chegados (“Newcomers”) devem contribuir pelo menos o suficiente para as suas próprias despesas durante o primeiro ano. Apesar dos esforços intensivos que estão sendo feitos, Auroville ainda não está em posição de prover todas as necessidades – especialmente de habitação – de todos os residentes. Experimentos nesta área continuam e todos os novos Aurovilianos devem participar no experimento econômico que está sendo desenvolvido atualmente em Auroville.

3. Propriedade e Habitação

Propriedade

Cada residente deve lidar com seus recursos ao nível mais alto de sua consciência. De acordo com a Mãe, em Auroville tudo é propriedade coletiva, para ser usada para o bem-estar de todos. Em Auroville, dinheiro e bens estão sob a guarda de indivíduos, de responsáveis por projetos, e de gerentes de unidades de serviço e de unidades comerciais. Estes devem ser utilizados para as atividades e desenvolvimento da cidade como também para a promoção dos ideais de Auroville. Ninguém tem direito de propriedade sobre casas e outros prédios, serviços, projetos ou atividades comerciais em Auroville. A venda ou aluguel destes bens para ganho pessoal não é aceitável. Todas as atividades são parte da estrutura global de Auroville e todas as transações financeiras com referência a elas ocorrem através dos órgãos oficiais de Auroville.

Habitação

Até uns anos atrás, devido ao pequeno número de residentes e da vasta área, as casas em Auroville eram individuais e espalhadas. Depois a tendência mudou para a construção de casas agrupadas, mas ainda construídas por indivíduos. Mas agora há um chamado para buscar algo diferente: habitações para Aurovilianos serão construídas pelo e pertencentes ao coletivo e designadas a indivíduos e famílias de acordo com a necessidade. Todos os que puderem serão exortados a contribuir generosamente para o “Housing Fund” (Fundo de Habitação).

Durante o período de “Newcomer” (recém-chegado), você terá a possibilidade de viver numa “Newcomer House” (Casa de Recém-chegados) ou uma “Guest House” (hospedagem) de acordo com a disponibilidade destas. Idealmente, você poderá escolher entre vários tipos de moradia apresentados pelo “Housing Service” (Serviço de Habitação). Você deve estar ciente que atualmente Auroville está enfrentando uma falta crítica de moradias e que a disponibilidade, tipo, e tamanho da moradia pode depender da sua capacidade de contribuir para este fim.

Para evitar o acréscimo do considerável número de Aurovilianos que não tem moradia própria ou que vivem em condições abaixo do padrão, a comunidade decidiu que a partir de janeiro de 2001, “Newcomers” (recém-chegados) serão admitidos na condição de que eles mesmos estarão encarregados de providenciar suas moradias. Em geral isto significa vir com dinheiro suficiente para construir ou comprar uma casa, mas também inclui ter a oferta permanente de uma casa decente. Àqueles que não têm a possibilidade de arranjar sua casa própria pedimos que esperem até que algo esteja disponível para sua moradia.

4. Educação

Auroville quer ser um lugar de educação permanente para todos e já existem muitas oportunidades para as várias categorias de pessoas (inclusive pessoas das aldeias ao redor) que vivem nesta área para desenvolver seu potencial e aprender novas habilidades.

Como um Recém-chegado você também será exortado a seguir vários programas de estudo que lhe permitirão aprofundar seu entendimento dos alvos e ideais e Auroville, da Índia e da cultura local, de aprender as quatro línguas que a Mãe queria que fossem faladas em Auroville (inglês, tâmul, simples sânscrito, francês) e descobrir outros aspectos da vida auroviliana e indiana. Há muitas possibilidades de aprender uma arte nova, assim como de participar de atividades coletivas (físicas, sociais, culturais, etc).

Apesar de Auroville ser responsável pela educação de sua juventude, os pais devem estar cientes que a Comunidade não é obrigada, nem capaz atualmente, de sustentar financeiramente a educação fora de Auroville. Estamos atualmente procurando encontrar soluções para os desafios existentes. Pais com crianças em idade escolar que desejam que seus filhos freqüentem escolas de Auroville devem entrar em contato com o Conselho de Educação de Auroville (“Auroville Board of Education”) a fim de receberem corretas informações sobre os vários aspectos e desafios do atual experimento educacional em Auroville.

5. Transporte

No momento, indivíduos são responsáveis pelos seus próprios transportes. Entretanto, afim de não repetir os problemas de trânsito da maioria das cidades do mundo, precisamos estudar possibilidades de mudanças no nosso modelo de trânsito. O recente acréscimo no número de veículos motorizados em nossas estradas está causando poluição e um certo perigo de segurança, embora a Mãe tenha contemplado um transporte publico não-poluente. Assim, apesar de você ainda ter que investir num veículo individual, você deve estar ciente que no futuro, teremos que encontrar um modo de reduzir o número de veículos particulares e poluidores na cidade e no cinturão-verde.

6. Saúde

Apesar da variedade de práticas de cura alternativas (homeopatia, medicina Ayurvédica, etc) disponível, tratamentos de saúde alopáticos são básicos e dependemos dos serviços de Pondycherry e Madras. Se preferir, consulte seu médico em relação a vacinas contra a Febre Tifóide antes de partir de seu país.

Grupo de Entrada (Entry Group)

Bharat Nivas
Auroville 605101
Tamil Nadu INDIA
entry@auroville.org.in